cacwhere

Archive for the ‘all sports’ Category

Clijsters, Franchitti e o tal do talento

In all sports on 04/10/2010 at 15:47

Franchitti com seu terceiro troféu da Indy.

Poderia aqui seguir por dois caminhos diferentes que tanto falariam sobre minha pessoa mas, no entanto, acabaria por desvirtuar o assunto do post e do blog, causando reações catastróficas na Sportstour Inc.

Por isso, a abordagem mais pessoal cede espaço a uma análise esportiva que venho maturando há um ano e tanto e que acaba por culminar com esse texto preparado com muito amor, from me to you, diriam uns rapazes de Liverpool.

Em segunda instância – e já aqui inicio o post pra valer – essa lauda ou duas (como diz um amigo) serve também para concluir a temporada de 2010 da Indy. Temporada tal que acabou no sábado, 2 de outubro, com Dario Franchitti selando uma grande virada na tabela ao conquistar o título pela terceira vez, defendendo com sucesso seu triunfo de 2009. O Escocês Voador contou com o abandono de Will Power, que a 5 corridas do final possuía enormes 59 pontos de ‘gordurinha’.

Aproximadamente um mês e pouco antes do Gran Finale de Homestead, um pouco mais ao norte da Costa Leste, em Nova York, Kim Clijsters terminava o US Open de 2010 do mesmo jeito que o do ano anterior: com o troféu. Mesmo enfrentando dificuldades e não jogando um tênis de encher os olhos e matar de deleite os fãs do esporte mais nobre de todos os tempos, Clijsters defendeu pela primeira vez os 2000 pontos que lhe eram de direito no ranking e conquistou o terceiro Major de sua gloriosa carreira.

Ao traçar o paralelo entre os dois, fica a pergunta: o que há de comum entre os dois atletas, nascidos em pontos distintos da Europa, com uma década de diferença, e cujos esportes não são relacionados, tampouco suas carreiras? Eu mesmo respondo: além do enorme sucesso atingido do outro lado do Atlântico, os dois são grandes – se não os maiores – expoentes do mais puro e refinado talento – embora no tênis, esporte em que os resultados estão mais diretamente ligados à capacidade do atleta, isso esteja mais evidente.

Notem bem que eu não ignoro o dom natural que nomes como Peyton Manning, Lionel Messi e Roger Federer possuem. Apenas exponho Clijsters e Franchitti sob um outro ponto de vista. Para mim, os dois são diferenciados porque, ao contrário dos três exemplos citados acima (monstros que se mantém em um alto nível tempo o suficiente para serem imortalizados nos anais do esporte) seguiram uma carreira contínua. Mesmo perdendo jogos e não vencendo todos os torneios, como é de se esperar de qualquer ser humano normal, Manning, Messi e Federer mantiveram-se 100% focados e em atividade.

Já o escocês e a belga resolveram seguir o mesmo e surpreendente caminho após suas maiores glórias, que apenas reforçaram seus nomes no hall de grandes nomes em suas respectivas categorias. Primeiro, foi Clijsters, após vencer seu primeiro Grand Slam, em 2005, ao bater Mary Pierce com facilidade na final. Dois anos depois, Dario Franchitti venceu o campeonato da Indy em um épico final contra Scott Dixon. Em comum, o fato de não terem voltado para defender seus títulos.

Clijsters pendurou as raquetes, e trocou as quadras do mundo afora por uma família. Aos 22 anos, largou o tênis, se casou, engravidou, se tornou mãe, e por quatro anos ao invés de nomes como Serena e Venus Williams, Kim se ocupou e se preocupou com Jada, sua filha com um jogador de basquete americano. Já Franchitti decidiu trocar os monopostos da Indy para se aventurar com os chassis tubulares da Nascar.

Quis o destino que voltassem no mesmo ano e, subconscientemente, inspirassem esse post – que espero eu do fundo meu coração renda boas visitas. Foi ao final de 2008 que Dario, já um veterano, admitisse o fracasso na Sprint Cup e anunciasse sua volta para a Indy em efetivo no ano seguinte, pela equipe de Chip Ganassi. Clijsters esperou mais alguns meses, mas ainda no início de 2009 convocou uma coletiva de imprensa e disse: “Volto para a temporada americana”. Talvez não com essas palavras, mas o espírito foi esse. E assim se fez.

Voltaram. E mostraram que tempo nenhum de descanso pode apagar o que é mais inerente ao grande esportista: o talento. Kim Clijsters, como uma convidada sem ranking voltou a Flushing Meadows logo em seu terceiro torneio. Ia avançando pelas fases preliminares, despertando atenção a cada vitória. Venceu Venus Williams, querida do público em jogo de placar surpreendente, e chegou às semifinais. Jogou contra Serena Williams, líder do ranking, atual campeã. E, em um dos jogos mais memoráveis da história do Aberto dos Estados Unidos, venceu. Chegou à final e passar por Caroline Wozniacki foi mera formalidade. A ex-líder do ranking mundial estava de volta, e em grande estilo!

O mesmo pode se dizer de Franchitti, que em 2009 venceu cinco corridas e acabou com o título da mesma maneira que em 2007: poupando combustível na corrida final.

Mas talvez o ponto alto do talento dos dois tenha sido 2010. Pela primeira vez em suas gloriosas carreiras, teriam de defender os títulos, entrar com a pressão de carregar o número 1 (teoricamente) e de serem os atletas a serem batidos. E foi justamente nessa hora que mais se sobressaíram. Clijsters não encantou, mas venceu quando tinha de vencer. Chegou a final contra Zvonareva e, em um esporte individual como o tênis, todos os méritos são do jogador e com extrema facilidade venceu aquela que vinha sendo a grande surpresa do torneio. Na Indy, como em qualquer outra categoria automobilística, fica a dúvida de até que ponto o homem é superior a máquina. Mas, cá entre nós, ao reverter uma vantagem de 59 pontos, se mantendo sempre junto de Will Power nos mistos e pilotando de forma fria e calculista a mais de 350 quilometros nos ovais, não fica provado que o piloto ainda faz muita diferença?

Mais uma vez, antes de finalizar, não pretendo menosprezar nomes como Sebastian Loeb, sete vezes campeão do WRC, ou Michael Schumacher, com 5 títulos em seqüencia na F1 e muito menos esquecer da dominância de Roger Federer e Rafael Nadal no circuito masculino, mas apenas enaltecer os grandiosos feitos de dois atletas que voltaram da aposentadoria no mesmo alto nível de antes.

E isso para mim deixa claro que, no esporte, não importa o quanto avance a tecnologia, ou os métodos de treinamento ou a mecânica do jogo. No fundo, o fator primordial para o sucesso sempre acabará sendo o talento. Puro e fino, como o de Kim e Dario.

Pedro Liguori acredita em talento e estrela. ‘Mas isso é assunto para outro post’ ressalta.

Advertisements

Best of the (last) Week (2)

In all sports on 28/07/2010 at 22:50

Mardy Fish wins Atlanta Championship

Tênis

Semana agitada na ATP/WTA. Começando pelos torneios ATP. O 500, em Hamburgo, acabou com a vitória inédita de um cazaque: Andrey Golubev bateu Jurgen Melzer na final.

No primeiro evento da US Open Series, em Atlanta, uma final que daria orgulho ao Tio Sam: Mardy Fish derrotou John Isner. Fish conquistou seu segundo titulo consecutivo – e aumentou sua invencibilidade para 10 partidas consecutivas. Olho nele!

Na WTA, Anna Chakvetadze, lembram dela, ex-top-5? Então, venceu em Portoroz, derrotando a sueca Johanna Larsson na final. Já em Bad Gastein, Julia Goerges, alemã de 21 anos, venceu Alize Cornet na semi-final e Timea Bacsinzsky na final – no mesmo dia, domingo.

Moto GP

Deu a lógica. Jorge Lorenzo largou na pole e venceu. Chato, chato, como só uma corrida de motocicletas pode ser. Nem mesmo o bom circuito de Laguna Seca ajudou. Valentino Rossi, todo estourado e meio capenga, chegou em terceiro, atrás de Casey Stoner, a quem vai substituir, ano que vem, na Ducati. Chato, chato.

Futebol

Na quarta-feira, o Brasileirão viu um novo líder: o Fluminense, que se aproveitou da derrota do Corinthians para o já rebaixado Atlético-GO, 3-1, lá em Goiás. O tricolor carioca venceu o Cruzeiro, 1-0. Palmeiras e Botafogo ficaram no 2-2 e Ceará fez um, tomou outro, e ficou por isso mesmo, contra o Guarani.

No final de semana, uma 11ª rodada mixa em gols. Santos 1-0 São Paulo, que não sabe se Ricardo Gomes fica ou vai; o Corinthians venceu o Guarani na despedida de Mano Menezes, 3-1. O Fluminense de Muricy “rejeito a CBF” Ramalho não saiu de um empate por 1-1 contra o Botafogo.

Após essas duas rodadas, a tabela do campeonato ficou mais ou menos assim: o Corinthians retomou a liderança, 24 pontos. O Fluminense segue em segundo, 23. O Ceará permanece no G4, com 20 e o Internacional, em franca ascensão, tem agora 19, em quarto.

Na Zona da Degola, São Paulo, Goiás e Botafogo têm 12 pontos – no entanto, hoje o rebaixado seria o time de General Severiano. Um degrau abaixo, o Grêmio tem 11 pontos, o falso estrelado Atlético-MG tem 10 e o Atlético-GO tem 7.

Nessa semana também foi anunciado o novo técnico da Seleção Brasileira: Muricy foi convidado por Ricardo Teixeira, mas o Fluminense disse “não” e Muricy acatou: negou a proposta do Marajá da CBF, que recorreu a sua segunda opção, o bem cotado Mano Menezes, do Corinthians, que por sua vez é presidido por seu aliado, Andrés Sanchez. Mano aceitou de prontidão o convite, no sábado.

Para seu lugar, o Corinthians trouxe Adílson Batista, ex-Cruzeiro. Adílson estava no elenco do time “Campeão do Mundo” em 2000.

GP2

Pastor Maldonado continua implacável: no sábado, contou com erro do pole Charles Pic para disparar na liderança e vencer pelo terceiro sábado seguido. Sérgio Perez, mexicano da Barwa Addax, ficou em segundo. No domingo, na sprint race, Sergio Perez venceu, largando de sétimo. Oliver Turvey, da iSport e Adrian Zaugg, da Trident, completaram o pódio.

Na classificação, Maldonado segue firme rumo ao titulo. Lidera a tabela com 66 pontos. Perez vem em segundo, com 44, e Dani Clos em terceiro, com 43.

Nascar

Jamie McMurray, da Ganassi, venceu a Brickyard 400, disputada em Indianápolis. Juan Pablo Montoya largou da pole. Já no campeonato… Harvick, Gordon, Hamlin e Johnson são os 4 primeiros, praticamente garantidos no Chase.

Indy

Em Edmonton, no aeroporto, Will Power manteve-se na liderança até a ultima rodada de pitstops, quando optou pelos pneus errados e viu Helio Castroneves, seu companheiro de equipe, arriscar uma ultrapassagem – na Indy não tem ordem de equipe – e conseguir. Uma bandeira amarela com 3 voltas para o final embolou o pelotão, e, na relargada, Power partiu para cima de Helio, que defendeu sua posição. Isso fez com que Scott Dixon, que vinha em terceiro, pulasse para segundo. Helio recebeu a bandeirada em primeiro, porém em uma decisão absurda da direção de prova, o piloto brasileiro foi penalizado em 20s por bloquear Will Power. No fim, Scott Dixon acabou com a vitória. Will Power foi segundo e Dario Franchitti, o terceiro.

No campeonato, Power lidera com 420 pontos. Dario Franchitti vem em segundo, com 370, e Dixon é terceiro, com 349.

Tour de France

Alberto Contador levou a camisa amarela e sagrou-se tricampeão da Volta da França. O luxemburguês Andy Schleck foi o segundo no geral. O russo Menchov fechou o pódio na capital francesa.

Vôlei

O Brasil bateu a Rússia, em Córdoba, na Argentina, para vencer a Liga Mundial pela nona vez – estabelecendo um novo recorde. Parabenizo o time amarelo pelo recorde absoluto de títulos no esporte mais chato do universo.

That’s it.

ST Team! 😉

Programação ST (3)

In all sports on 26/07/2010 at 23:14

Photo: Google Images

Tênis

Semana agitada no tênis internacional. 5 torneios – 3 pela ATP, e 2 pela WTA. Começando pelos ATPs, a ação acontece em Umag e Gstaad, no saibro europeu, e em Los Angeles, no cimento americano. Todos os torneios são nível 250.

Em Gstaad, Thomaz Bellucci (BRA, 21) defende pela primeira vez o título de um torneio – ano passado ele saiu do qualy para derrotar Andreas Beck na final. Esse ano, Bellucci é cabeça de chave número 3. Completam ainda o grupo dos melhores rankeados Mikhail Youzhny (RUS, 13), Nicolas Almagro (ESP, 18) e Albert Montañes (ESP, 24). Interessante notar que esse torneio não dá bye aos 4 principais tenistas. O que acho justíssimo.

Em Umag, torneio disputado sobre o saibro croata, Nikolay Davydenko (RUS, 6) tenta se recuperar da má fase e visa defender o título do ano passado. Ele não joga a primeira rodada, assim como Jurgen Melzer (AUT, 15), Ivan Ljubicic (CRO, 16) e Juan Carlos Ferrero (ESP, 21).

Por fim, Los Angeles – o torneio dos fazendeiros – recebe o segundo evento da US Open Series. Djokovic, dois do mundo, desistiu, mas para seu lugar veio Andy Murray (GBR, 4). Sam Querrey (EUA, 20) é o segundo pré-classificado e defende o título. Também não jogam a primeira rodada Marcos Baghdatis, o gente boa (CYP, 25) e Feliciano Lopez (ESP, 26).

Na WTA, Stanford conta com um bom lineup. Samantha Stosur (AUS, 5), vice-campeã de Roland Garros, é a primeira pré-classificada. Elena Dementieva, a musa (RUS, 6) é a segunda. Agnieszka Radwanska (POL, 11) e Marion Bartoli (FRA, 14) são as quatro primeiras cabeças-de-chave. Também integram a lista das participantes Maria Sharapova (RUS, 15), Yanina Wickmayer (BEL, 17), Victoria Azarenka (BEL, 18) e Dinara Safina (RUS, 35), em mais uma tentativa de volta ao circuito.

Pra finalizar a parte de tênis, em Istanbul, Franchesca Schiavone, campeã em Roland Garros, é a primeira pré-classificada (ITA, 8). Depois, as próximas melhores rankeadas estão abaixo do top-30: Petra Kvitova (CZE, 30), Anastasia Pavlyuchenkova (RUS, 31) e Yaroslava Shevdova (CAZ, 32).

Futebol

No futebol, Mano Menezes faz hoje, segunda-feira, sua primeira convocação como técnico do Brasil. Esses jogadores enfrentarão os Estados Unidos, em Agosto, no Jets Stadium, em Nova York.

Além disso, volta a Taça Libertadores, com os jogos de ida das semi-finais do torneio mais importante promovido pela Conmebol. Terça feira, Universidad do Chile pega o Chivas Guadalajara, no México. E, na quarta-feira, Internacional e São Paulo se enfrentam no Beira-Rio, em uma repetição da final de 2006. Na ocasião, deu Inter.

O Brasileirão segue no final de semana, em sua 12ª rodada. O domingo verá uma rodada de clássicos: Palmeiras v. Corinthians (o alviverde busca a primeira vitória com Felipão no banco), Internacional v. Grêmio no Beira-Rio, Atlético-MG v. Cruzeiro, com mando do Galo e Flamengo vs. Vasco, com mando do Flamengo. Vice-líder, o Fluminense joga no sábado, em casa, contra o Atlético-PR, buscando dormir na liderança mais uma vez.

Formula 1

Depois da patacoada da Ferrari em Hockenheim (leiam “Um asterisco e uma vergonha”) o circo da F1 desembarca na Hungria para a 12ª etapa do campeonato mundial, ainda com a dupla da McLaren na ponta da tabela – Hamilton é primeiro, e Button, segundo.

Foi nessa mesma Hungaroring que Massa sofreu os maiores revés de sua carreira. Em 2008, quando brigava pelo campeonato, liderava a corrida até faltarem 3 voltas para o fim, quando o motor de sua F2008 abriu o bico. Ano passado, no final do Q2, uma mola que se desprendeu da Brawn de Barrichello acertou o piloto na testa. Desacordado, Massa se chocou contra a proteção de pneus e perdeu o resto da temporada.

Também no ano passado, Alonso fez a pole com a Renault. Na corrida, um acidente em seu pitstop fez com que o espanhol perdesse a roda e abandonasse. A vitória ficou com Lewis Hamilton, da McLaren, com Kimi Raikkonen, da Ferrari, em segundo e Mark Webber, da Red Bull, em terceiro.

ST Team! 😉

Programação ST (2)

In all sports on 21/07/2010 at 23:45

Photo: Google Images

Tênis

Outrora um Masters, Hamburgo hoje se tornou um torneio de nível 500. Mesmo assim, o torneio disputado em terras germânica atrai nomes de peso, e cede aos seus 16 primeiros cabeças de chave uma folga na primeira rodada. Lideram a lista de favoritos Nikolay Davydenko, 6 do mundo, que vem em má fase e defende o título e Jurgen Melzer, 15 do mundo. Thomaz Bellucci, número 1 do Brasil, disputará esse torneio. Cabeça 7, ele estréia na segunda rodada contra Simone Bolelli.

Senhoras e senhores, declaro aberta a temporada preparatória para o US Open! Com essa frase, provavelmente, vai ser iniciado oficialmente o torneio de Atlanta, primeiro da série que culmina com o último slam do ano, em Flushing Meadows. Disputado pela primeira vez desde 2001 na Geórgia, o torneio que substitui o ATP de Indianápolis (substituição que fez Marcos chorar) conta com Andy Roddick (EUA, 9), John Isner (EUA, 18), Lleyton Hewitt (AUS, 31) e Horacio Zeballos (ARG, 43) como principais favoritos, estreando apenas na segunda rodada. Defendendo o título, Robby Ginepri (EUA, 74), estreia contra um qualifier.

No circuito feminino, torneios em Portoroz, Eslovênia e Bad Gastein, Áustria. No primeiro, Jelena Jankovic (SRB, 2) encabeça a lista de favoritas, que contém também Petra Kvitova (CZE, 29), Anastasia Pavlyuchenkova (RUS, 31) e Sara Errani (ITA, 34). Na Áustria, a divertida Andrea Petkovic (ALE, 36) é a primeira cabeça de chave. Timea Baczinsky (SUI, 41), Anabel Medina-Garrigues (ESP, 44) e Klara Zakopalova (CZE, 45) completam as 4 melhores rankeadas do torneio que, assim como Portoroz, distribui 280 pontos para a campeã.

Futebol

Quarta-feira, dia 21, e quinta, dia 22, serão jogadas as partidas da 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Destaque para Grêmio vs. Vasco, no Olímpico, clássico dos desesperados, Palmeiras vs. Botafogo no Pacaembu e os líderes em campo: Atlético-GO vs. Corinthians, Guarani vs. Ceará e Fluminense vs. Cruzeiro.

Ainda na mesma semana, sábado e domingo acontece a 11ª rodada. Dessa vez, destaques para o clássico Santos vs. São Paulo, na Vila, domingo, Cruzeiro vs. Grêmio, no Mineirão, Corinthians vs. Guarani, no Pacaembu e Ceará vs. Palmeiras, no Castelão. No Rio, Botafogo vs. Fluminense. Dependendo da combinação de resultados, o Fluminense pode dormir, domingo que vem, líder do campeonato pela primeira vez desde… 2005, talvez.

Formula 1

Esse final de semana, em Hockenheim, a Fórmula 1 bota os carros na pista para a 11ª etapa do mundial de 2010. Lewis Hamilton, com sua McLaren, lidera o mundial de pilotos, seguido por Jenson Button, seu companheiro de equipe e a dupla da Red Bull, com Mark Webber e Sebastian Vettel. A McLaren lidera também o mundial de construtores.

Ano passado, o GP da Alemanha foi disputado em Nurburgring – as duas pistas fazem um revezamento desde 2007. Lá, Mark Webber, mesmo recebendo um drive through, venceu pela primeira vez na Formula 1. Seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel, cruzou a linha de chegada em segundo e Felipe Massa, da Ferrari, ficou em terceiro.

Em 2008, última corrida no novo traçado de Hockenheim, Lewis Hamilton venceu. Em segundo, ajudado pelo acidente de Timo Glock, Nelsinho Piquet conseguiu seu único pódio da Fórmula 1. Felipe Massa terminou em terceiro, e quebrou um jejum de mais de 15 anos sem que dois pilotos brasileiros subissem ao pódio na mesma corrida.

Um atrativo a mais para a corrida deste domingo é a disputa interna que se agrava cada vez mais nos boxes da Red Bull, cheio de acusações mutuas entre Vettel e Webber. Resta saber como será o comportamento dos dois na pista.

GP2

A principal fornecedora de futuros talentos para a Formula 1 corre junto com a “categoria-mãe” na Alemanha. O veterano venezuelano Pastor Maldonado lidera o campeonato, seguido pelo mexicano Sergio Perez. Ambos já foram cotados na F1: Maldonado para a vaga de De La Rosa na Sauber, e Perez, na Virgin.

Indy

A última corrida da fase canadense do mundial da Indy acontece no aeroporto de Edmonton. Líder do campeonato, Will Power tenta aumentar sua supremacia em circuitos mistos, e busca repetir a vitória do ano passado, quando ainda corria com o carro amarelo da Penske Trucks. Em 2009, Power venceu, seguido por Helio Castroneves e Scott Dixon, respectivamente da Penske e Ganassi.

Moto GP

Nesse final de semana, como foi programado pela Dorna, a MotoGP desembarca no tradicional circuito de Laguna Seca, palco do embate épico entre Valentino Rossi e Casey Stoner, pelo mundial de 2008. The Doctor vem para sua segunda corrida após o acidente em Mugello, mas quem quer roubar os holofotes é seu companheiro de equipe, Jorge Lorenzo, atual líder do campeonato.

Ano passado, Dani Pedrosa, com sua Repsol Honda venceu, seguido pela dupla da Yamaha: Lorenzo em segundo e Rossi em terceiro.

A vontade da Ducati de anunciar Valentino Rossi já nessa corrida dá um toque especial para a primeira prova do campeonato mundial disputada em solo americano – a próxima será em Indianapolis, mês que vem.

ST Team! 😉

Best of the (last) Week

In all sports on 21/07/2010 at 22:25

Photo: Google Images

Tênis

Em Bastad, Nicolas Almagro, cabeça 4, bateu Robin Soderling, dono da casa, cabeça 1 e defensor do título, na final, para conseguir seu sexto titulo em nível ATP.

Albert Montañes, espanhol cabeça 5, venceu o torneio de Stuttgart e de quebra saiu dirigindo uma Mercedes. Para vencer seu quinto torneio, o espanhol contou com o abandono de Gael Monfils na final.

WTA: Agnes Szavay, da Hungria, venceu o quinto titulo da carreira em Praga; Kaia Kanepi, estoniana, que vem em boa fase, bateu a principal favorita, Flavia Pennetta, para faturar o torneio de Palermo, primeiro em nível WTA.

Indy

Em Toronto, pela Indy, Justin Wilson largou na pole, mas as desventuras de uma corrida fizeram com que a vitória ficasse com Will Power, líder do campeonato. Dario Franchitti, vice-líder, ficou em segundo em uma prova animadíssima.

Moto GP

Jorge Lorenzo fez a pole e Valentino Rossi voltou à MotoGP, mas quem comemorou de verdade em Sachsenring foi Dani Pedrosa. O pequeno espanhol cruzou a linha de chegada na frente do compatriota da Yamaha. Rossi largou em quinto e terminou em quarto.

Brasileirão

Pela oitava rodada, no meio de semana, o confronto dos líderes entre Ceará e Corinthians não saiu do 0. O Palmeiras triunfou no clássico paulista sobre o Santos (2-1), o Flamengo venceu o Botafogo (1-0) e o Atlético de Minas venceu o rival goiano por 3-2.

No final de semana, pela nona rodada, o Palmeiras de Felipão sucumbiu ao Avaí de Guga, 2-4, em Floripa. O líder, Corinthians, bateu o Atlético-MG em São Paulo, 1-0. Já o Ceará perdeu para o Inter (2-1, no Beira-Rio) sua invencibilidade. O outrora encantador Santos perdeu a segunda seguida, dessa vez para o Fluminense, em casa, também pelo placar mínimo.

Após nove rodadas, o Corinthians lidera o certame, com 21 pontos. O Fluminense vem em segundo, com 19. Ceará, com 18, e Cruzeiro, com 15 (empatado com o Flamengo) completam o G4.

Na zona do vinagre, Atlético-MG (fora pelo critério de desempate), Grêmio e Vasco, todos com 9 pontos, ocupam uma posição desconfortável. Com 7, o Atlético-PR mostra que mais uma vez é seríssimo candidato ao rebaixamento e o Atlético-GO, que surpreendeu na Copa do Brasil, com míseros 4 pontos, já caiu.

Baseball

O All-Star Week da  MLB teve como vencedor, no Home Run Derby, David Ortiz, do Boston Red Sox. O dominicano bateu 32 bolas para fora do Angel Stadium of Anaheim (estádio dos Los Angeles Angels of Anaheim).

O jogo das estrelas, entre as duas conferências, acabou com vitória da Liga Nacional sobre a Liga Americana: 3-1.

Um beijo, um queijo, e uma ótima semana esportiva para vocês, é o desejo mais profundo do ST Team! 😉

Programação ST

In all sports on 13/07/2010 at 00:40

Photo: Google Images

O Sports Tour orgulhosamente apresenta, hoje, sua mais nova série, dedicada exclusivamente a vocês, fãs, cujos calendários biológicos esportivos são diretamente programados por esse humilde blog.

Aqui falaremos sobre os principais eventos esportivos da semana.

Preparados? Então vamos lá.

Tênis

Quatro torneios movimentam o tênis de alto nível nessa semana. Pela ATP, são jogados torneios em Bastad e Stuttgart, ambos torneios de nível 250 que contam, no entanto, com jogadores de ranking alto.

Em Stuttgart, torneio com uma chave de 28 jogadores, Nikolay Davydenko lidera a lista de cabeças-de-chave. O número 6 do ranking de entradas estreia apenas na segunda rodada, assim como os cabeças 2, 3 e 4, Jurgen Melzer (AUT, 15), Gael Monfils (FRA, 17) e Juan Carlos Ferrero (ESP, 21), respectivamente, que também saem na frente em busca do título e uma Mercedes – patrocinadora majoritária do torneio. Outros jogadores importantes na busca pelo título são Albert Montañes, Gilles Simon, Phillip Kohlschreiber e Victor Hanescu, além de Jeremy Chardy, atual campeão do torneio disputado no saibro.

Em Bastad, Robin Soderling, que debuta no top-5, busca defender seu título em casa. Também no saibro e com 28 jogadores, a grande diferença de Bastad para Stuttgart é o prêmio para o campeão – o torneio alemão premia seu campeão com uma Mercedes. Soderling, Fernando Verdasco (ESP, 10), David Ferrer (ESP, 12) e Nicolás Almagro (ESP, 20), os quatro melhores pré-classificados estréiam apenas na segunda rodada. Compõem o grupo dos oito melhores rankeados Tommy Robredo, Paul-Henri Mathieu, Florent Serra e Denis Istomin.

Pela WTA, torneios em Praga – no qual a eterna namorada de Tomas Berdych, Lucie Safarova (CZE, 24) e Alexandra Dulgheru (ROU, 28) são as duas melhores pré-classificadas – e em Palermo, que conta com a presença de Flavia Pennetta (ITA, 12), Aravane Rezai (FRA, 21), a semi-finalista de Wimbledon, Tsevatana Pironkova (BUL, 35) e Kaia Kanepi, que fez uma grande campanha no gramado inglês. A estoniana ocupa, no momento, a posição de número 38 na ATP.

Baseball

Um dos esportes favoritos dos americanos tem, nessa semana, sua All Star Week. Para quem não é muito familiar aos jogos da terra do Tio Sam, a All Star Week é quando os melhores jogadores se encontram em eventos comemorativos e amistosos.

Ontem, segunda-feira, tivemos o Home Run Derby. Para quem não sabe as regras do Baseball, Home Run é a pontuação máxima do esporte, e consiste em rebater a bola para fora do Ballpark, também conhecido como campo. A programação para a semana segue. Hoje, 13 de Julho, teremos o All-Star Game. Ou seja, as duas conferências se enfrentam em uma partida, assim como ocorre no Football e no Basquete.

Futebol

Pois é, meus amigos. A espera de quatro anos pela Copa do Mundo – que dura apenas um mês – volta, porque o certame mais esperado do mundo acabou-se. Voltamos à rotina de meros mortais, com o Brasileirão. E o seu time entra em campo.

Voltando na oitava rodada, teremos o confronto entre líderes, Corinthians vs. Ceará e o clássico paulista entre Palmeiras – que tem a volta de Kleber Gladiador e Felipão – e os meninos do Santos, que conta com os garotos Neymar e Ganso, e logo contará com Keirrison, atacante revelado pelo Coritiba, contratado pelo Palmeiras e pelo Barcelona, que volta ao Brasil após uma passagem sem nenhum sucesso na Europa, por Benfica e Fiorentina, além do tradicional confronto de quatro finais consecutivas de campeonato carioca, Flamengo vs. Botafogo. Na parte inferior da tabela, o Atlético de Minas, sob o comando de Wanderley Luxemburgo e com o reforço de Diego Souza, enfrenta seus homônimos de Goiás, que vem de uma campanha desastrosa em sua volta à elite.

Completam a rodada: São Paulo v. Avaí, Grêmio v. Vitória, Atlético-PR vs. Cruzeiro, Guarani v. Internacional, Goiás v. Vasco e Flamengo v. Grêmio Prudente (ex- Roma e Grêmio Barueri).

Esses jogos serão disputados entre quarta-feira, 14, e quinta, 15 de julho.

Moto GP

No dia 18 de julho, domingo, o Campeonato Mundial de Motovelocidade chega à Alemanha. Mais precisamente, a Hohenstein-Ernstthal, onde Jorge Lorenzo, da Yamaha, tenta ampliar sua vantagem na liderança do mundial. Em 2009, Valentino Rossi saiu vencedor, com o mesmo Lorenzo em segundo e o espanhol da Repsol-Honda, Dani Pedrosa, em terceiro.

A semana do Grande Prêmio da Alemanha, em Sachsenring marca também a volta de Valentino Rossi, campeão mundial inúmeras vezes da categoria e principal adversário – além de companheiro de equipe de Lorenzo –, que testa uma Yamaha da Superbike, em Brno, República Checa, para avaliar suas condições físicas.

O italiano, que liderava a tabela, sofreu um acidente, há dois meses, na Itália, no qual quebrou a perna. Rossi tenta voltar para a próxima etapa, que será disputada na Alemanha, em Sachsenring.

Também foi confirmado que a Honda acertou com Casey Stoner, campeão mundial de 2007 e piloto da Ducati. Esse anúncio reforça ainda mais os rumores de que Valentino Rossi teria acertado com a equipe italiana para a próxima temporada.

Indy

Nesse domingo, dia 18 de Julho, a Indy chega ao Canadá para a disputa de sua décima etapa da temporada de 2010. A corrida será disputada na pista de rua de Toronto, e deve empolgar o líder do campeonato, o australiano Will Power, da Penske, cujo bom retrospecto em circuitos mistos o credencia como favorito. No campeonato, Power é seguido por Dario Franchitti e Scott Dixon, ambos pilotos da Ganassi. O escocês, vice-líder do campeonato, venceu nas ruas canadenses em 2009. Completaram o pódio da etapa do ano passado Ryan Briscoe, companheiro de Power na Penske e o próprio Will Power.

Provavelmente, a corrida será transmitida na íntegra pelo Bandsports, com um resumo na Band, devido ao conflito de horários com o Campeonato Brasileiro.

That’s all, folks, diria outro. Esse post é apenas uma base para os próximos, que irão ao ar sempre aos domingos, e serão muito melhor trabalhados.

Afinal, postamos bem para sermos visitados sempre.

ST Team! 😉

Rá! pidinhas…

In all sports on 27/03/2010 at 19:07

Photo: Google Images

O blogueiro estava em falsas férias, mas agora está de volta com o primeiro Rá! pidinhas… do outono.

Feirão

O Santos andou distribuindo gols por aí: 10 na conta do Naviraiense (Who?) e mais 9 na conta do Ituano.

Robin Hood

A sina palmeirense continua: rouba dos ricos (São Paulo, Santos) pra dar pros pobres (Rio Claro, Ponte Preta, Rio Branco, Mirassol, Ibis, Cacondense….)

Caiu!

Vágner Mancini não é mais o técnico do Vasco.

Fortes indícios apontam Joel Santana como o mais próvavel para assumir o clube.

Joel também deve continuar no comando do Botafogo e assumir Flamengo e Fluminense quando seus técnicos forem demitidos.

Tropa de Elite 2

O artilheiro do amor e o imperador estão escalados para a continuação de Tropa de Elite.

Falta apenas saber se como policiais ou traficantes.

Magoou

Ronaldo mostrou o dedo do meio para a torcida do Corinthians.

A torcida do Corinthians mostrou de volta.

E a vida segue, viu galera?

Sessão da Tarde

Inter e Roma devem decidir o italiano, Chelsea e Manchester o inglês, Bayern e Schalke no alemão, e Barça e Real no espanhol.

Alguém já viu algum destes filmes antes?

I’m baaack

Schumi boy fez sua reestreia pela F1, terminando em sexto lugar.

Sobre a chatíssima corrida do Bahrein: Alonso em primeiro, Massa em segundo, Hamilton em terceiro.

Barrichello terminou na décima posição, marcando 1 ponto. Essa foi a melhor classificação de Rubens em seus 86 anos de F1.

I’m baaaaaack 2

Os ‘fãs’ da Nascar choram, mas não tem jeito. A chance de Jimmie Johnson não ganhar uma corrida é Jimmie Johnson não ganhar uma corrida(????).

JJ ganhou 3 das 5 corridas iniciais da Nascar, e está em terceiro no campeonato.

Safari

Zebra solta no primeiro Masters do ano.

Federer, Djokovic e Cilic sofreram derrotas prematuras. Murray parou nas quartas. Nadal na semifinal.

E quem achou (assim como eu) que o título cairia nas mãos de Roddick, eis mais um engano: o americano foi derrotado na final por Ivan Ljubicic, duplo 7-6.

Sim, Ljubicic é aquele croata alto e careca que todos achavámos que estaria acabado no circuito.

Caps x Pens – Episódio 8737492749827922

A rivalidade entre Crosby e Ovechkin ganhou mais um capítulo quando os Caps derrotaram os Pens por 4-3 e se isolaram ainda mais na primeira colocação da conferência.

Caps x Pens pra que ninguém entenda como um torneio entre Bonés x Canetas é a abreviação para Capitals x Penguins.

NBiei

Cavaliers, Magic, Celtics e Hawks garantiram vagas nos playoffs pela Conferência Leste.

Na Oeste, só os Lakers.

O Palmeiras Nets garantiu por antecipação a pior campanha do ano.

São apenas 9 vitórias e 63 humilhantes derrotas.

BBB

Dourado e Dicesar disputam o paredão desta noite na casa do Big Brother Brasil.

Mas honestamente, who cares?

ST Team! 😉

Birthday Wishes

In all sports on 09/03/2010 at 11:39

Photo: Stock Xchange

Há 22 anos atrás nascia uma lenda.

Tradução: hoje é o aniversário do blogueiro que vos fala.

Bonito, inteligente, gente-boa…um poço de serenidade, um modelo de paciência em meio ao caos.

(HAHAHAHAHAHAHHAHHAHAHAHAHAHA!)

Ok, não é tuuuuudo isso, mas eu realmente sou um cara boa-praça. Rs.

Mas se você está se perguntando porque diacho isso virou um post (embora eu mereça um), o título explica exatamente do que se trata: desejos de aniversário.

O que eu gostaria que acontecesse esse ano no mundo esportivo:

1) Indianapolis Colts campeão do Super Bowl

Teoricamente isso só pode acontecer em 2011, mas como a temporada começa este ano, meu desejo é que o time de Peyton Manning, Reggie Wayne e Dallas Clark se recupere da derrota no SB 44 para triunfar com classe na edição 45.

Probabilidade de dar certo: Grande

2) Andy Roddick vencer Wimbledon

Isso se aplica a qualquer Grand Slam. Mas como o Australian Open já foi, o US Open ele já venceu e em Roalnd Garros ele não tem chance, Wimbledon seria o cenário ideal para A-Rod enfim vencer seu segundo Slam.

Na grama inglesa ele já bateu na trave 3 vezes. As 3 vezes o título ficou com Roger Federer.

Nem preciso lembrar a final do ano passado, certo?

Probabilidade de dar certo: baixa

3) Palmeiras campeão de alguma coisa

Sim, estamos falando do time que sofreu pra derrotar de virada o lanterna e horrendo time do Sertãozinho.

Probabilidade de dar certo: Mais provável nevar no Nordeste

4) Michael Schumacher campeão da F1

O alemão de está de volta em um carro que não parece dos mais competitivos, mas o currículo fala por si só. Daí a ser campeão, acho difícil. Se fosse apostar meu dinheirinho seria provavelmente em Alonso.

Probabilidade de dar certo: baixa

5) Michael Schumacher vencer uma corrida

Depois de passar uma década ouvindo o hino da Alemanha (que conheço melhor que o brasileiro, por sinal), acho que está na hora de relembrar os bons tempos, não?

Afinal, eu sou um bom moço e mereço ver a cara de choro de Rubens Barrichello quando Schumi receber a bandeirada.

Probabilidade de dar certo: considerável

6) Liverpool campeão inglês

Faz quase 20 anos que os Reds não comemoram um título do campeonato inglês.

Ano passado o título esteve perto, mas acabou nas mãos do Manchester United.

Esse ano o irregular time do Liverpool conseguiu aliar boas vitórias a resultados desastrosos, como a derrota na tarde de ontem para o Wigan.

Probabilidade de dar certo: baixa

7) Indiana Pacers chegar aos Playoffs da NBA

Como dá pra perceber, eu queria apenas que os Pacers chegassem aos Playoffs esse ano, já que o título é praticamente impossível.

Mas eu sei que vai ficar na torcida mesmo. A campanha é a segunda pior do leste, melhor apenas que a do New Jersey Nets.

Probabilidade de dar certo: nenhuma

8 ) Pittsburgh Penguins campeões da NHL

Campeões da temporada 2007-08 da Stanley Cup, os Penguins estão novamente entre os favoritos pra disputar o título da temporada. Segundo colocados na divisão leste, atrás apenas do Washington Capítals, a equipe do atual campeão olímpico Sidney Crosby vem de 4 vitórias seguidas, a última delas sobre o Boston Bruins.

Probabilidade de dar certo: boa

9) Jimmie Johnson campeão da Nascar

Dispensa comentários.

Probabilidade de dar certo: absurdamente alta. Estamos falando do atual tetra campeão da categoria, não?

10) Corinthians vice-campeão da Libertadores

Rs.

Happy Birthday to me!

Carrascos

In all sports on 04/03/2010 at 20:38

Ilustração: Luiz Antônio Solda

Histórias de carrascos são sempre curiosas. E muito cruéis.

Quem nunca teve raiva daquele jogador ou time que volta e meia acaba com sua alegria?

Carrascos se vestem nas mais diferentes peles, e se encontram nos mais diferentes lugares.

Veja um caso pessoal bem recente:

O Palmeiras foi derrotado pelo Santo André, na noite de ontem, por 3-1.

Sabe quem fez um dos gols?

Nunes.

O mesmo Nunes que marcou os 2 gols da vitória do Santo André sobre o Palmeiras no Campeonato Brasileiro de 2009 e descambou a crise no alviverde de Parque Antártica.

Esse mesmo Nunes também foi o herói da final da Copa São Paulo de Juniores de 2003, vencido pelo Santo André em cima do próprio Palmeiras.

Precisa falar mais?

São credenciais dignas para classificá-lo como carrasco do Verdão.

Existem os carrascos específicos. Aqueles que só aprontam em determinadas situações.

O Once Caldas pra cima do São Paulo, duas vezes na Libertadores da América.

O River Plate, que proporcionou 2 doídas eliminações corintianas em torneios continentais.

Pelé, outro carrasco eterno dos corintianos.

Boca Juniors, carrasco de clubes brasileiros em decisões da Libertadores.

A França de Zidane, Henry e Cia. por 3 vezes (1986, 1998 e 2006) fez as vias de carrasca da seleção brasileira em Copas do Mundo.

A seleção cubana feminina de vôlei por muito tempo foi carrasca das brasileiras.

No futebol americano, o New England Patriots foi por muito tempo carrasco do Indianapolis Colts, de Peyton Manning.

Hoje, os papéis se inverteram e o carrasco da vez é o time das ferraduras azuis.

No tênis, Wayne Ferreira era considerado o carrasco do grande Pete Sampras.

Assim como Rafael Nadal é hoje o de Roger Federer, e Federer, o carrasco do americano Andy Roddick.

Pensando bem, se você é tenista e seu nome não é Rafael Nadal ou Andy Murray, é bem provável que Roger seja seu carrasco também.

Carrascos são os responsáveis por muitos tabus, recordes e lágrimas.

Para os carrascos, não existe dia da caça e do caçador.

Contos de Sábado à Noite

In all sports on 21/02/2010 at 01:28

Photo: Google Images

Nem bem escureceu e cá estou eu na frente da tv, pronto pra zapear até o sono bater.

Entre a internet e a TV, vou comendo, twittando, lendo e vendo o que de mais interessante a programação me reservou.

Sábado não é dos melhores dias pra TV.

As corridas mais legais são aos domingos, os principais jogos também.

Até as séries, aos sábados são 90% reprises.

A noite começou aqui no PC, checando os resultados da tarde dos estaduais.

Cruzeiro bateu o Galo em Minas (novidade, né?).

Corinthians só empatou com o Rio Branco, Portuguesa ganhou e a Ponte Preta perdeu.

No RS o Grêmio bateu o Inter. O de Santa Maria.

Dei um tempo e fui ao supermercado.

Na volta, hora de checar os resultados do College Basketball.

Pra minha felicidade Purdue venceu Illinois (75-65), mas Kentucky também (58-56), então nada de subida de ranking para os Boilermakers esta semana.

Enquanto isso na TV, o dia era todo dos Jogos de Vancouver.

A Holanda levou ouro na patinação de velocidade masculina.

Eu até comentei no twitter, eles devem ter algum gene especial pra patinar. Toda vez um holândes ganha, incrível.

Como não tinha Curling na TV (o jogo das vassourinhas) fiquei vendo o Bobsleigh (pronúncia popular: bobsled) , aquele do filme Jamaica Abaixo de Zero.

Bem bacana assistir estes esportes olímpicos.

Como eles só ganham destaque essa época do ano, eu aproveito pra acompanhar todos os esportes possíveis.

Depois de mais umas twittadas, troquei de canal e conferi um pouco dos desfiles das campeãs do carnaval carioca. Pra falar a verdade, só vi um pedaço da minha escola, o Salgueiro.

Fui tomar banho às 23:58, e quando voltei…voi là, era 23:10.

Fim do horário de verão, tinha me esquecido completamente.

Voltei do banho e pude ver que o Toronto Raptors tinha derrotado o Washington Wizards na NBA, 109-104.

Peguei mais Coca-Cola e voltei a zapear a TV. Nada batia os Jogos de Vancouver.

Mais um pouco de bobsleigh, mais umas provas de patinação, entro no site oficial dos jogos e descubro que logo mais começa o Curling. (Viva!)

Assumo, o jogo das vassourinhas me conquistou.

Enquanto isso, na NBA, meu Indiana Pacers perdia (novamente), dessa vez para o Houston Rockets, 69-60.

Volto pra acompanhar mais um pouco da patinação.

Incrível como as coreanas patinam. Aliás, a Coréia do Sul é o país fora do eixo Europa-América da Norte mais bem classificado no quadro de medalhas, com 3 ouros. Apenas 5 países tem mais ouros que os coreanos.

Do nada, lembro que hoje tem UFC 110. Coloco no SporTV e acerto em cheio. Estava apenas começando a transmissão.

UFC, Curling, NBA….

O sono que espere.