cacwhere

Posts Tagged ‘Super Bowl’

O Luto

In NFL on 08/02/2010 at 18:29

Sim, eu chorei ontem ao ver o Super Bowl.

Não foi de emoção ao ouvir o National Anthem (cantado pela Carrie Underwood), nem foi com o show do The Who.

Eu chorei porque meu time perdeu. Simples.

Agravado pelo fato de eu ter visto meu time vencer todas as partidas que tentou vencer esse ano, e justamente a mais importante, não ter conseguido.

Não vou ilustrar os inúmeros infortúnios (e erros) que cooperaram para a derrota da equipe.

A falta de ousadia no fim do primeiro tempo, Hank Baskett não agarrando a bola no ousado Onside Kick no início do segundo, a péssima chamada para Field Goal da linha de 51 jardas para Matt Stover (kicker que não acertava dessa distância desde 2006) e claro, a interceptação de Manning.

Estou irritado com pseudo-jornalistas que endeusavam Manning até uma hora antes do jogo e agora condenam seu legado. E seu recorde em playoffs: que é de 9-9 (50%).

Não é brilhante. Mas nestas 9 vitórias estão contemplados 2 títulos de AFC e 1 Super Bowl.

Um recorde de 10-8 colocaria Manning em um patamar privilegiado do esporte. Mas como o 9-9 é o que vale (infelizmente), vou ter que aturar durante mais um bom tempo pessoas questionarem o poder de decisão do craque.

Lembrem-se: Big Ben tem 2 anéis de Super Bowl e nem por isso é um melhor quarterback que Manning. Dan Marino não tem nenhum, e nem por isso fica de fora da discussão de quem foi o melhor quarterback de todos os tempos.

Meu time perdeu o Super Bowl. E eu não tenho ideia de quando voltará a conquistá-lo.

Só espero que logo. Não agüento ver Peyton Manning ser questionado. Não aguento vê-lo sem múltiplos anéis.

Não agüento ver o Indianapolis Colts com apenas 1 título (o outro foi conquistado na cidade de Baltimore).

Não agüento mais escutar a história de como o Katrina devastou New Orleans (a história é triste, mas sensacionalismo é outra coisa).

Não aguento mais ter que esperar outro ano, pra sofrer, e torcer, tudo de novo.

E de novo. E com gosto.

I’m Lovin’ It

In Uncategorized on 04/02/2010 at 00:45

Photo: Google Images

O I’m Lovin’ It vai aparecer por aqui toda semana, como uma coluna semanal que vai mostrar, vejamos….o que I’m Lovin’ It (mais óbvio, impossível, né?).

Não se trata exclusivamente do que está mais bombando no mundo dos esportes, e sim o que mais me interessa no momento (pouco egoísta, não?), e pode ser que o campeonato mundial de cricket, ou a seleção feminina de bocha do Butão tenha despertado meu interesse.

Aqui vai o primeiro Top 5 do ST.

5) College Basketball

Photo: Google Images

Primeiro foi o futebol americano universitário. Agora é a vez do basquete universitário.

São trilhões de equipes, de quintilhões de universidades ao redor dos Estados Unidos.

A cada ano que passa a NCAA se supera, e me deixa cada vez mais viciado.

Caso alguém se interessar, é só dar uma olhada na grade da ESPN, que eles transmitem diversos jogos ao longo da semana. Não tente entender o sistema de ranking para definir as 16 universidades que irão para os playoffs. Isso pede um post. Ou um livro.

4) Paulo Antunes e Everaldo Marques

Photo: Google Images

Sem dúvida nenhuma eles fazem meus domingos e minhas segundas muito melhores.

E digo mais, se essa lista tivesse sido criada há apenas algumas semanas atrás, eles provavelmente estariam no topo.

E se não fosse pelos latidos (sim, latidos mesmo) do hilário Paulo Antunes, eu provavelmente passaria o fim de semana assistindo C.S.I Alabama, C.S.I Massachusetts ou qualquer uma das 76 versões de C.S.I que são rodadas ao redor dos Estados Unidos.

3) Winter X-Games

Photo: Google Images

Eu nunca fui um grande apreciador dos X-Games.

Ok. Eu nunca apreciei nada dos X-Games.

Mas o gelo tornou as coisas mais interessantes e me deu uma outra visão dos jogos.

Se não viu, assista o que o americano Shaun White consegue fazer em cima de uma prancha de snowboarding.

Impossível não se entusiasmar. E não invejar os atletas naquele frio, já que São Paulo está parecendo uma versão piorada do inferno.

2) Andy Murray

Photo: Google Images

Ele nem é meu tenista preferido. Mas não vejo a hora de ele ganhar um Grand Slam.

Na Austrália foi por pouco. Parou em um tal de Roger Federer.

Não sei se alguém já ouviu falar: 16 Grand Slams. 62 torneios vencidos. Número 1 do mundo.

Voltando ao britânico, ele bateu na trave. De novo. Foi vice no US Open em 2008. Agora é número 3 do mundo. Os britânicos não vêem um título de Grand Slam desde 1936.

O jogo de Murray nunca foi dos meus preferidos. Defensivo demais, até além de conta. Mas após ver seu discurso após a derrota para Federer, não dava pra não sentir pena.

Sua hora vai chegar, Murray.

1) Super Bowl

Photo: Google Images

Não vou mentir pra vocês. Já tem um bom tempo que o futebol americano se tornou o meu esporte favorito. Até mais do que o tênis ou o futebol.

Agora que é semana de Super Bowl e o meu time (Go, Colts!) estará em campo, não teria a menor chance de não ser o número 1, certo?

Por superstição eu não farei um post sobre o Super Bowl, mas se Peyton Manning e trupe levarem pra Indianapolis o Vince Lombardy Trophy, pode esperar no mínimo um especial sobre a conquista.

I’m NOT Lovin’ It

1) A volta dos “ídolos”

Photo: Google Images

Não. Não estou falando da versão tosca de American Idol que a Record roubou do SBT.

Estou falando dos maiores “ídolos” brasileiros desde Ayrton Senna.

Sim, estou falando daqueles 845979857395479834753 jogadores de futebol que muita gente adora idolatrar.

Esses mesmos jogadores que deixam o país e o clube de “coração” na mão antes dos 21 anos de idade para conquistar a independência financeira.

Compreensível, já que ganhar apenas 100 mil reais mensais no Brasil é um desrespeito a alguém que quando criança não tinha dinheiro nem pra comprar um pacote de figurinha.

Ronaldo, Adriano, Fred e agora o mais abominável deles (sim, é pessoal mesmo), o principal jogador do Santos Futebol Clube nesta década: Robinho.

A história deste moleque mimado fica para uma outra hora.

Mas essa babação de ovo para quem não dá a mínima, escutem bem, A MÍNIMA para torcedores e a história de seus clubes, é definitivamente o que “I’m NOT Lovin’ It” esta semana.